Aqui você encontra tudo fácil

Pacotes de viagem

Destinos turísticos

Passeios e excursões

Figura com sol, mar e coqueiros

Carnaval 2018 no Brasil

Fantasia no Carnaval de Veneza

Por Ana Golfetto Masella

Quem disse que o Carnaval é brasileiro?

O Brasil é reconhecido mundialmente por suas formidáveis festas carnavalescas. Mas o que muita gente não sabe é que o Carnaval não é um fenômeno tipicamente brasileiro.

Voltemos no tempo. O Carnaval surgiu na Antiguidade, de uma mistura de festejos pagãos realizados por povos como os gregos e egípcios. Como o passar dos séculos, a Igreja Católica incorporou a festa, marcando os últimos dias de "liberdade" antes das restrições da Quaresma, passando a ser celebrada pelos povos do Ocidente.

Entretanto, foi a partir de Veneza, na Itália, que os suntuosos bailes de máscaras e desfiles se espalharam para o mundo. Os diferentes rituais se fundiram, originando festas com características muito peculiares, adaptadas aos aspectos culturais de cada país.

Mas apesar de tantas diferenças, os festejos de Carnaval preservam uma forte semelhança entre si: a música e diversão tão próprias desse período.

O Carnaval no Brasil

No Brasil, o Carnaval tornou-se uma mistura de culturas e tradições européias aliados ao clima tropical e à personalidade festeira do povo brasileiro. Tanta variedade resultou em uma das festas mais conhecidas e formidáveis do planeta.

Nos festejos brasileiros, os clubes refletem a influência dos bailes de máscaras venezianos. Os desfiles das escolas de samba assemelham-se aos desfiles dos carros alegóricos europeus. Já os blocos de rua mesclam aspectos das festas africanas com as comemorações portuguesas, onde é costume sair fantasiado às ruas para lançar água e farinha nas pessoas.

Veja também: